Cada dia a natureza produz o suficiente para a nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não haveria pobreza no mundo e ninguém morreria de fome
Mahatna Gandhi

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Pesquisadores divulgam estudo de Doutor Pedrinho na revista Cadernos de Agroecologia

A relação tecnologia e meio ambiente, e os impactos ambientais pela rizicultura foi analisada no município de
Doutor Pedrinho-SC. O propósito da pesquisa foi explicar o papel que a tecnologia desempenha no agravamento dos problemas ambientais da região. A metodologia de pesquisa foi composta por três etapas: levantamento de dados primários, realização de entrevistas semiestruturadas, e observação sistemática e participante no contexto da rizicultura. O processo de desenvolvimento da rizicultura está dividido em três padrões de acordo com a inserção de novas tecnologias no cultivo. O primeiro corresponde do inicio do cultivo em meados da década de 1920 até meados da década de 1950. Na década de 1960 a introdução dos tratores e a intensificação da participação da extensão rural marcam o início do segundo padrão que se estende até meados da década de 1980. A intensificação do uso de agroquímicos, sementes selecionadas e de equipamentos agrícolas próprios para o cultivo de arroz a partir da década de 1990 marcam o terceiro padrão de desenvolvimento e segue até os dias de hoje. Ao longo da história percebeu-se uma visão de natureza como elemento distante das relações sociais, legitimando a adoção de inovações tecnológicas e colocando a natureza a serviço das necessidades humanas. Tal visão levou a ampliação dos impactos ambientais proporcionalmente à modernização do sistema produtivo. Acesse o trabalho na revista clicando aqui

Nenhum comentário: